sexta-feira, 3 de agosto de 2012

1º Parágrafo: A Esperança


Um estrépito de camiões, abarrotados de espingardas, submergia Madrid, tensa, na noite de Verão. Há vários dias que as organizações operárias anunciavam a eminência do levantamento fascista, a infiltração nos quartéis, o transporte de munições. Marrocos estava já ocupado. À uma da manhã o governo decidira, finalmente, distribuir armas ao povo; às três o cartão sindical conferia direito às armas. Já era tempo: as chamadas telefónicas das províncias, optimistas da meia-noite às duas, começavam a deixar de sê-lo.


* Tradução de Judith Cortesão
* Revisão de Mónica Brito

* André Malraux, nasceu em Paris a 3 de Novembro de 1901.
* A Esperança, publicado em Dezembro de 1937, é reconhecido como o mais importante e o mais célebre dos romances inspirados nos acontecimentos da Guerra Civil de Espanha, conflito em que o próprio André Malraux esteve envolvido, uma vez que participou na organização de uma esquadrilha de aviadores estrangeiros, com base em Albacete, que lutou ao lado das forças da República.

Sem comentários:

Publicar um comentário