sábado, 19 de março de 2016

Eu poético: Triunfo

TRIUNFO

a
amor
o
r

a
        m  
o
      r

 amor

a
m
o
r

venho aqui anunciar a boa nova:
o amor triunfou.

alma minha amargurada
que busco,
busco,
bu
s
co

e não encontro
a
m
o
r
não
não
não
o encontro.

o amor não me liga nenhuma,
não me procura.
faço-lhe
uma cruz
+
+
+++++
+
+
don't worry, be happy.
or
at
least
die
trying.

sabes onde mora?
diz-me a resposta!
se for ali, ao virar da esquina,
deixa-me que o agarre
e que o guarde
para
mim.

a m o r
alimento para as almas
s
ó
s
o amor triunfa sempre.
vence os que o encontram,
mata os que não.

venho aqui anunciar a boa nova:
o amor está perdido.
quando o descobrires,
diz-lhe quem sou.

talvez também me escolha.
talvez também me ampare.
talvez também me queira.
      a
         m
   o
r
ópio dos homens,
consumo das horas vagas,
companhia para a solidão.

Rodrigo Ferrão

Foto: Rodrigo Ferrão

terça-feira, 15 de março de 2016

fímbria


a luz oblíqua goteja por sobre
a face da tarde arde-lhe
um breve sopro a eternidade
numa fímbria suspensa.

Helder Magalhães


Fotografia de Marine Loup