terça-feira, 20 de dezembro de 2016

brotando


debaixo desta aridez
revolvo-me na esperança
de alguma semente
vir à superfície
brotando
de raízes fundas o suficiente
para resistir às mãos
do vento
balouçando à luz
azulínea da estrela d'alva.


Helder Magalhães


Sónia Silva

Sem comentários:

Publicar um comentário