terça-feira, 17 de maio de 2016

trémulo


aquele teu último aceno
o trémulo voo da ave
a cair-me no peito.

Helder Magalhães


Laura Makabresku: Lectiones Tenebrarum

Sem comentários:

Publicar um comentário