terça-feira, 5 de janeiro de 2016

ao longe


morre-se nos espaços da abstinência
como uma árvore abrigada da chuva
e as silhuetas dispersas ao longe
uma vida para lá do vão do nevoeiro
arredia de tudo quanto é esplendor.
 


Helder Magalhães


Fotografia de Jorge Lima

Sem comentários:

Publicar um comentário