terça-feira, 17 de novembro de 2015

vigília


fere-me o brilho que emerge dos teus olhos
como que relâmpagos a romperem
clareiras na madrugada

arde-me o sangue do fio do horizonte
na vigília em que os lábios evocam o teu nome.

Helder Magalhães


Fotografia de Mariis Capela

Sem comentários:

Publicar um comentário