segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Bloom, um poema num Gin

BLOOM

Quem disse que beber Gin é para homens?
O meu nome é Joanne Moore.
Podia ser actriz, socorrista ou embaixadora das Nações Unidas,
mas o meu caminho sempre foi partir pedra.
Sou a única master destiller de Gin que o mundo conhece
e trabalho na destilaria mais antiga do Reino Unido.

Lá faço o Bloom, uma bebida que se inspira nos jardins britânicos durante o verão.
O verão dos teus olhos, quando demos o primeiro beijo,
o verão das pedras que atirávamos ao rio,
o calor de verão que nos deixava as peles vermelhas e escaldadas.
Os cheiros de madressilva, camomila e pomelo, por entre corridas que fazíamos monte acima.
Chegados lá ao alto, gritávamos e ficávamos a ouvir o eco,
celebrando a chegada de mais um pôr-do-sol,
numa promessa de eternidade.

Penso em tudo isto quando misturo um morango ao Gin, aprecio a doçura gélida que acompanha esta experiência. Ergo o copo ao céu, celebrando com as estrelas.

Para chegar onde cheguei,
precisei de muitos passeios,
mãos dadas,
malmequeres desfeitos,
de soprar o teu pai é careca aos ventos,
de abrir uma minhoca e perceber que ela ainda se mexe enquanto sofre,
ver uma raposa a escapulir-se lá no fundo do relvado, bosque adentro.

Ah, tudo isto é verão...
Ah, tudo isto é Bloom.
... um brinde às memórias.

*Rodrigo Ferrão

Porque aqui vai nascer um projecto diferente de gin, não perca os nossos poemas.

Sem comentários:

Publicar um comentário