domingo, 28 de junho de 2015

Correndo o Brasil: muitos quilómetros nas pernas

Rio de Janeiro
9 de Agosto de 2014



O dia 3 despertava cinzento, oportunidade para ir à praia ficou desfeita. A tarde convidava ao passeio e convívio. E fomos levados até a um almoço simples e pela tarde dentro.

O grupo foi-se juntando, vindo de vários pontos do Rio. O ponto de encontro foi ali no Forte de Copacabana, local histórico da cidade. O outro bom motivo foi a Confeitaria Colombo - magnífica e com excelentes coisas para provar.

Falava-se português e inglês entre os convivas. A tarde foi esfriando e começou a planear-se a ida para casa.

Fomos a pé pelo calçadão até ao posto 3. Foi hora para tomar banho e voltarmos à rua. Hoje íamos a uma despedida de solteiro, jantar marcado no Leblon. Rapazes e raparigas separavam-se, destinos diferentes.

Entre uma cerveja e outra, fomos atracando nos bares, até chegarmos ao restaurante. Fomos bebendo, comendo, tirando fotos e contando histórias; até que chegou a hora de sair.

A  noite de ontem ainda estava presente no espírito, o Rio é sempre uma animação. Foi com esse pensamento que abandonámos o restaurante e nos convencemos que hoje íamos saltar até altas horas da madrugada.

Apanhámos o táxi e rumámos à Lagoa Rodrigues de Freitas, para o Miroir Club. A noite passou a correr, sempre ao som da música da pista. Lá pelo meio encontrámos um homem muito parecido com o futebolista Thiago Silva - acabou por ser a pessoa mais fotografada da noite e a grande atracção. O moço trabalhava em part-time, na casa-de-banho da discoteca.

Eram 5 e tal da manhã e o grupo já se tinha partido - cansaço e alguns copos a mais.

Empurrado pelo espírito aventureiro saio sozinho e começo a ver para que lado fica a praia. Sinto o sol a querer começar a nascer e decido caminhar, naquilo que veio a ser uma grande experiência.

Rodrigo Ferrão

Sem comentários:

Publicar um comentário