terça-feira, 28 de abril de 2015

In Sem Destino


Toda a gente me pergunta só pelas vicissitudes, pelos "horrores": todavia, no que me diz respeito, é talvez essa a experiência mais memorável. Sim, é disso, da felicidade dos campos de concentração, que eu lhes falarei na próxima vez, quando me perguntarem.
Se é que perguntam. E se eu próprio não me esqueci.


Sem comentários:

Publicar um comentário