quinta-feira, 9 de abril de 2015

In Agora e na Hora da Nossa Morte


O miúdo anda de bicicleta numa rua sem carros, que lhe parece muito comprida. No final da rua, mais uma rua e depois o campo, é isto, o mundo com possíveis e impossíveis. Daqui a muitos anos, quando regressar à sua aldeia, se ainda houver aldeia, verá como afinal era curta aquela rua e o campo, pouco maior do que um bom quintal. Daqui a muitos anos é possível que não veja uma só criança fazendo aquele mundo grande; e que se sinta uma espécie em vias de extinção.

Sem comentários:

Publicar um comentário