segunda-feira, 13 de abril de 2015

a-ver-livros: um mês

Escapou-se-me um mês
de vida e a magnólia
voltou ao verde
a figueira já dá 
sombra
e há nêsperas a pedirem
braços longos
e apetite

O tempo faz-se
da renovação do espanto
de sentir-me mais
próxima da terra
- e dos bichos, 
que não do que bate, distraído, 
no teu peito

Ana Almeida






Sem comentários:

Publicar um comentário