quinta-feira, 26 de março de 2015

Morreu Luís Miguel Rocha

Não escrevia o tipo de romance ou estilo que apreciava, mas era uma excelente pessoa. Tive vários contactos com ele, passava muitas vezes numa das livrarias onde trabalhei. Além disso, foi um homem de causas e um ávido defensor da leitura e dos livros.

Citando a Agência Lusa:

«O escritor Luís Miguel Rocha, 39 anos, autor de obras como "O Último Papa", morreu hoje em Mazarefes, distrito de Viana do Castelo, vítima de doença prolongada, disse à agência Lusa fonte próxima da família.

De acordo com a mesma fonte, o escritor encontrava-se doente há algum tempo, esteve internado no Hospital de Viana do Castelo e nos últimos dias estava em casa da família, em Mazarefes.

Nascido no Porto, em fevereiro de 1976, o autor português escreveu vários livros com sucesso internacional, como o "O Último Papa" (2006, editora Saída de Emergência), que expõe uma teoria sobre a misteriosa morte de Albino Luciani, o Papa João Paulo I, envolvendo a maçonaria italiana, e "A Filha do Papa" (2013, Porto Editora), sobre segredos do Vaticano.»

Sem comentários:

Publicar um comentário