quarta-feira, 4 de março de 2015

a-ver-livros: votos que nunca te direi

Quero dizer-te que sim
no tempo das magnólias
e repeti-lo até que se cale
o rio
que corre aos meus pés

ser-te leal do ocaso 
à aurora, faça sol 
ou faça chuva,
através da insanidade dos tempos
até à fragilidade dos corpos

por fim fenecer
paixão até às cinzas
tempero da terra
que há-de florir de novo
num final de Fevereiro
qualquer

Ana Almeida

* para conhecer mais da pintura da polaca Marianna Sztyma
siga os links www.marianna-sztyma.art.pl e marianna-sztyma.blogspot.pt

Sem comentários:

Publicar um comentário