terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

É do borogodó: rosa

rosa do meio

do meu mato

sem cachorro.

           Penélope Martins


Sem comentários:

Publicar um comentário