segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Fernando Guimarães é o novo prémio de Poesia Teixeira de Pascoes

Amarante, Porto, 12 dez (Lusa) -- O escritor Fernando Guimarães recebe hoje, em Amarante, o Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, pela obra "Os Caminhos Habitados", numa cerimónia às 18:30, no salão nobre da câmara municipal.

O Grande Prémio, no valor pecuniário de 12.500 euros, foi decidido por unanimidade por um júri constituído pelos escritores António Mega Ferreira, Fernando J. B. Martinho e José Manuel Mendes.
Segundo a ata do júri, este "é um livro que exprime, na renovação e no aprofundamento, a consistência de toda uma obra, aqui conseguida segundo uma precisão até organizativamente notável".

Notícia: http://visao.sapo.pt/fernando-guimaraes-recebe-em-amarante-premio-de-poesia-teixeira-de-pascoaes=f804322#ixzz3M04vKFlD

 

Árvore

Conheço as suas raízes. É tudo o que vejo.
Há um movimento que a percorre devagar. Não sei
se ela existe. Imagino apenas como são os ramos,
este odor mais secreto, as primeiras folhas
aquecidas. Mas eu existo para ela. Sou
a sua própria sombra, o espaço que fica à volta
para que se torne maior. É assim que chega
o que não passa de um pressentimento. Ela compreende
este segredo. Estremece. Comigo procuro trazer
só um pouco de terra. É a terra de que ela precisa.

Fernando Guimarães, in Limites para uma Árvore

Sem comentários:

Publicar um comentário