sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Eu poético: «Lições»

Lições

visto o meu melhor sorriso
(amarelo)
e saio.
é assim que todos os dias
combato a minha insignificância.
sim,
conheço perfeitamente o que dizes
nas minhas costas.
sei com quem falas
e quem consegues convencer
-
a
merda
que
sou.

não presto.
sei bem o quanto não presto
e que peso tem todo esse ódio.
é tão bom descobrir
pelos outros tudo aquilo
que a tua falta de coragem
não me sabe dizer.

também vestes o teu melhor sorriso
(podre)
e encaras-me.
é assim todos os dias
que afirmas a tua superioridade.
sim,
sabes bem o que fazes
nas minhas costas.
sabes quem são as tuas cunhas
mas não sabes quem te trai
-
a
merda
que
és.

tu é que não prestas.
sei bem o quanto não prestas
e o medo que isso me deu.
é tão bom sentir que já não deixas mossa.

sou mais forte do que isso
e sei algo que tu não sabes:
a felicidade dá trabalho.

(acredita,
sabe tão bem).

se um de nós está a mais,
se já não resta uma única esperança na tua mudança,
então
saio.
não
preciso
de
mais
lições.

Rodrigo Ferrão


Foto: Rodrigo Ferrão

Sem comentários:

Publicar um comentário