quinta-feira, 6 de novembro de 2014

a-ver-livros: como é?

Como é que te explico 
o pesar da ausência
do cheiro da pele 
que já foi minha?
Como é que te abano
e abalo e absorvo 
e retenho
o que resta da sombra
no meu jardim?
Como é que dissipo
o ocre carcomido 
do sangue seco 
que já não tem forças 
para correr nas veias?
Como é que escrevo
o que não queres ler?

Ana Almeida

* para saber mais sobre o pintor americano David Lee Thompson
siga o link http://pixels.com/profiles/david-lee-thompson.html

Sem comentários:

Publicar um comentário