terça-feira, 7 de outubro de 2014

Começar o dia a sonhar?

Encontrado na página Improbables Bibliothèques, 
Improbables Librairies. A não perder por nada! 

Apesar das Ruínas

Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias.

*Sophia de Mello Breyner Andresen, in 'Antologia Poética'

Sem comentários:

Publicar um comentário