terça-feira, 23 de setembro de 2014

a-ver-livros: voraz

Sobretudo fome
ânsia
desvario
apetência desmedida
voraz
tudo o que é primitivo
e primordial
as tuas águas
a minha terra
o nosso fogo 
desassossego de labaredas
mordendo as sombras
que ficam do que fica
sobretudo
sofreguidão

Ana Almeida


Sem comentários:

Publicar um comentário