sábado, 7 de junho de 2014

Poema à noitinha... Telmo Padilha

Como Inserir-me

Como inserir-me
em outro contexto
esse que proclamas
se a outra noite me chama
em desespero maior:
se o leme não comanda
a mão que se confessa
incompetente e gesta
seu próprio mar?
Onde bóiam
escombros que se vão
de mim à outra noite,
e juntá-los seria
acender novas chamas?

*Telmo Padilha, in Canto Rouco

Sem comentários:

Publicar um comentário