domingo, 22 de junho de 2014

Cronicando pela Ásia... despedida da Tailândia

Bangecoque,
11 de Maio de 2009
 
Antes de irmos ao dia de hoje deixo uma pequena nota: ontem ainda houve espaço para uma saída. Ali perto da pensão tinha inúmeros bares à mão e lá fui investigar. Deparo-me com um local de música ao vivo, uma excelente decoração e muita gente animada. Vou sendo conduzido por grandes músicas da pop e rock ocidentais, até que finalmente o sono vem. Começo agora a sentir no corpo as longas horas de viagem de quem atravessou o Laos e a Tailândia num só dia.


A manhã fervilha de movimento em Khao San Road, na agitada Bangecoque. É dia de regressar a Macau, tenho o voo à tarde. Mas antes ainda me atrevo a umas últimas compras. Sigo para os mercados no centro da cidade e há tempo para negociar umas t-shirts e uns últimos presentes que trago para a família.

Chega a altura de almoçar e ir buscar a mochila. Não tenho já muitas horas para apanhar o avião e ainda é um passo largo até ao aeroporto. Num McDonald's perto do jardim botânico da Rainha, tiro uma última e curiosa foto. Até aqui a lei obriga o espaço a ter dois grandes retratos dos Reis. E ali estão eles lado a lado, enquanto eu deito abaixo um hambúrguer.


Saio para a rua e, para minha grande surpresa, as ruas estão cortadas. Vejo um militar de 50 em 50 metros e nenhum carro ou peão passam. Pergunto a alguém que ali circula o que se passa. E dizem-me que vai passar o Rei e a Rainha escoltados. Por respeito, sou aconselhado a ficar parado de frente para a estrada. E assim faço. Ouço um apito ao longe e os carros luxuosos passam. Não consigo ver nada para dentro, o carro dos Reis tem espelhos fumados.

A tropa desmobiliza e todo o mundo volta às rotinas. O apito volta a soar.

Chega a hora de pegar na mochila e partir. Vou até ao fim da rua e apanho um táxi. Passados bons minutos chego ao aeroporto. Tomo um café e entro no voo que me aguarda - frio e gelado, como qualquer voo que se preze da Air Asia.

A luz do dia ainda segue alta quando chegar a Macau. E esperam-me alguns dias para explorar e viver as últimas aventuras desta viagem.

Rodrigo Ferrão 

Sem comentários:

Publicar um comentário