domingo, 11 de maio de 2014

As pessoas são lugares

As pessoas são lugares 


As pessoas são lugares que
(des)habitamos. 
Por sermos infinitos,
perdemo-nos.
Em nós, de nós,
nos outros, dos outros.
Por isso custa tanto perder alguém:
perdemos um lugar para onde ir. Onde estar.
Perdemos um compartimento da nossa casa.
Chão que caminhamos.
Pessoas-lugar-chão.
Que percorremos. Onde vamos.

Marta Antunes

Abelardo Morell

Sem comentários:

Publicar um comentário