quarta-feira, 9 de abril de 2014

# de Tolentino a um oriente duvidoso

Sou mártir devoto
por entre a minha mão
e o teu medo.




"Os jogadores de cartas” (1895)

Sem comentários:

Publicar um comentário