segunda-feira, 31 de março de 2014

Poesia que passa ao lado #6

Não me faças poemas
mas dá-me flores
ou leva-me ao cinema
a ver um filme de terror

Escuta aquela valsa
bate o pé e dança
leva-me ao meio da praça
atira ao ar a esperança.

Não me faças poemas
mas lança-me o perfume
ou leva-me ao cinema
ver o filme que não sei o nome.

Não me faças poemas
mas dá-me flores
ou leva-me ao cinema
a ver um filme de terror






Lobo - artista surrealista com um livro editado pela Quasi
que vai vagueando pelas ruas de Coimbra. A pintura também é da sua autoria.

Sem comentários:

Publicar um comentário