quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Poesia que passa ao lado #3

Recado

Se perguntarem por mim
diz-lhes que me procurem
nas cordas de qualquer violoncelo
ou então nas chaves de um oboé

diz-lhes mais
que se enganaram a meu respeito
e não pensem que lhes farei a vontade...
porque a minha vida foi música desde o ventre materno

se perguntarem por mim
diz-lhes que havia um barco à minha espera
e que finalmente resolvi entrar nele
sem lágrimas

se perguntarem por mim
diz-lhes que fui procurar uma rosa de revolta
que me chamava desde há muito
– talvez no horizonte da existência

se perguntarem por mim
diz-lhes que não traí nada nem ninguém
porque trair
é ser alegre sem motivo

se perguntarem por mim
diz-lhes que a claridade
era a minha maior ambição
e decidi ir ao seu encontro

se perguntarem por mim
diz-lhes que continuo no meio dos homens
cheio de solidão
mas é aí que quero estar.




Levi Condinho

Sem comentários:

Publicar um comentário