quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Emílio Miranda, dia 10

Há um dia em que todos temos de desaparecer…
Sem arrependimentos, se bem que arrependidos!

Já me decidi
Vou deixar de escrever o que já ninguém lê.
Toda a vida cometi
O erro de acreditar na providência dos acasos
Mas os que as palavras provocam
Prevalecem para além do tempo
No ouvido da eternidade.

Emílio Miranda 


Foto: Cláudia Miranda

Sem comentários:

Publicar um comentário