quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Tiago na toca e os Poetas: Fernando Pessoa, Tiago Bettencourt, Camané e Pedro Castro

A morte é a curva da estrada

A morte é a curva da estrada,
Morrer é só não ser visto. 
Se escuto, eu te oiço a passada 
existir como eu existo. 

A terra é feita de céu. 
A mentira não tem ninho. 
Nunca ninguém se perdeu. 
Tudo é verdade e caminho. 

*Fernando Pessoa, Cancioneiro


MANIFESTO:

[...são os poetas que me fizeram começar a escrever. Eram no fundo os livros que tinha lá em casa e versões de fados que oiço desde que comecei a ouvir fado.Fui lendo o que tinha lá por casa. Fui roubar uns livros à biblioteca do meu pai. E depois fui marcando nos livros os vários poemas que gostava até ficarem dez. Depois mais duas ou três versões...] (Tiago Bettencourt).

NOTA: As receitas da venda do disco revertem para a associação solidária "Ajuda-me a Ajudar", por tal,se gostam,comprem o disco...

(publico o disco/livro na integra,com foto do poeta Fernando Pessoa)

Sem comentários:

Publicar um comentário