quarta-feira, 25 de setembro de 2013

GatO escondidO


Tenho um gato.

Tenho um espelho.

Tenho dois gatos.
Um de cada lado do espelho.

Do lado de cá, Orlando,
Do lado de lá, talvez Alice,
Talvez a minha meninice!

Alice no dormitório.
Em caso de interrogatório,
e para evitar falatório,
respondo com uma aldrabice:
- Horas extra no escritório!
Ou isso ou foi a um velório.
o enfadonho tio Osório,
que, Deus o tenha, faleceu de velhice.

Orlando no lavatório.
Uma metáfora,
um soneto,
duas quadras, dois tercetos,
um quadro de Tintoretto,
uma ária de Rigoletto,
ou porque é Verão:
o gato apenas ao fresco!


* A fotografia e o gato, do meu amigo Tom Davis

Sem comentários:

Publicar um comentário