segunda-feira, 9 de setembro de 2013

a-ver-livros: a busca e Karin Jurick

Procura-me na estante
mais recôndita
estarei entregue ao pó
e às aranhas

jogando às escondidas
com o tempo
e os ecos das águas
que já não correm
no nosso leito

Procura-me no último
recanto do mundo
serei pó e semente
de florestas

Procura-me no murmúrio
das estrelas, na mais impenetrável
fórmula do mundo,
farei parte do teorema
de Fermat

* para saber mais sobre a pintora Karin Jurick
siga o link www.karinjurick.com

Sem comentários:

Publicar um comentário