sábado, 10 de agosto de 2013

Cronicando pela Ásia... Rumo à ilha do James

Mar da Tailândia, 
30 de Abril 2009

Como é costume na Tailândia, qualquer cidadão combina uma hora e o serviço chega dez minutos mais cedo. Eram oito e dez da matina quando o motorista da minha jornada bateu à porta. Estava na hora de embarcar para a Ilha do James Bond.

Quem vinha na carrinha ficou estupefacto com o hotel onde estava. Toda a gente vinha de grandes hotéis ou resorts e eu ali... naquilo que parecia um velho hospício. Afirmava convictamente perante todos a certeza de ser um verdadeiro viajante, o único de mochila às costas.


Quando ia tranquilamente galgando mar, já de creme solar posto, cai uma mulher à água! De repente parecia que estava num filme... o marido lançou-se em grande estilo e salvou a princesa. O povo aplaude o herói e ele enche o peito de orgulho.

As águias rondavam o barco e a tripulação assobiava e atirava comida. Elas picavam o voo para apanharem pão, a uma enorme velocidade. A ilha estava próxima, a excitação subia e o sangue pulsava de ansiedade para ver um dos locais mais míticos do país...

A Ilha do James Bond aguarda-me.


Rodrigo Ferrão

Sem comentários:

Publicar um comentário