segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Cronicando pela Ásia... Regresso do mar para Pukhet e partida rumo a Norte

Mar da Tailândia e Pukhet Town, 
30 de Abril 2009

A viagem de barco estava quase a chegar ao fim. Mas ainda houve tempo para algumas peripécias.


Ia a bordo um exibicionista... com o seu corpo musculado, uma tatuagem cravada na pele, óculo escuro e calção justo. Ria-se estrondosamente, tinha más maneiras e falava alto. A melhor parte: não sabia nadar. A suposta virilidade caiu depressa por terra, o papagaio foi o único a precisar de um colete para flutuar na água.

O barco galga as águas de regresso a Pukhet. E, pelo caminho, começa um show: aparece um rapaz de saias, uma peruca cor de laranja e todo maquilhado! Neste espectáculo, o tipo "atirava-se" aos homens do barco e sacava umas notas que depois punha no soutien... 

Escapei.

Existe um fascínio enorme na Tailândia por máscaras, pelo transformismo. É usual vermos homens vestirem-se de mulheres. Em todo o lado.

Com os pés em terra, dirigi-me ao hotel (hospício de baratas) para tomar um banho e jantar. A noite foi um pouco triste - já estava farto de Pukhet. Escrevi uns postais, ao sabor de uma cerveja. Fui ver Jazz novamente, por uma última vez. Regressei ao sítio onde já tinha ido na noite anterior e fiquei à conversa.
Deitei-me e dormi sossegado. Quando acordei, estava na hora de voltar a Bangecoque e ir rumo ao norte do país.

A chuva era intensa naquela manhã. E Pukhet ficava finalmente para trás. O norte da Tailândia e o Laos estavam no horizonte para os próximos dias...


Rodrigo Ferrão

Sem comentários:

Publicar um comentário