sexta-feira, 5 de julho de 2013

Maria Isabel Matos Pereira, África e poesia. Pequenos poemas da antologia «Laços de Palavras»

Da antologia Laços de Palavras (Editorial Minerva), saem estes versos. 

Cintilação V

Alguns vermelhos ferrugem dolorosos sentaram-se na margem
do rio.
O tempo pincelara os amarelos âmbar e os castanhos de ternura.
Da palidez da água emergiu um silêncio azul-violeta tocando um
nocturno de Chopin.

Cintilação VIII

Uma cotovia canta no pinhal.
À beira do poçu senta-se a tarde: no regaço,
meia dúzia de silêncios e um punhado de azul.

*Maria Isabel Matos Pereira
Convidada do Clube de Leitores.


Sem comentários:

Publicar um comentário