quarta-feira, 31 de julho de 2013

Como foi ler Clarice Lispector? «Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres» em breve análise

Porque no Impossível é que está a realidade. Lóri suportava a luta porque Ulisses, na luta com ela, não era seu adversário: lutava por ela.
 - Lóri, a dor não é motivo de preocupação. Faz parte da vida animal.
Ela apertou as mandíbulas, olhou para a lua gelada, olhou o zénite da esfera celeste.
Ele esmagava uma folha que caíra da árvore sobre a mesa do bar. E como para lhe dar de presente alguma coisa, ele disse:
- Sabe o que é sarcofila?
- Nunca ouvi esta palavra, respondeu.
- Sarcofila é a parte carnosa das plantas. Segure esta e sinta.
Estendeu-lhe a folha, Lóri tacteou-a com dedos sensíveis e esmagou-lhe a sarcofila. Sorriu. Era lindo dizer e pegar em: sarcofila.


Este livro é um constante diálogo interior, uma passagem pelas emoções de alguém que ama. E quem ama, experimenta todas as fases da paixão - as inseguranças e medos, a descoberta de quem está do outro lado, a dúvida, o vai / não vai... E Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres é esta estranha e fascinante viagem pelo mundo de Lóri (Loreley) e Ulisses.

Na verdade, esta história põe a nu várias questões: a morte, Deus, o amor, a existência, o ser. O magnífico cruzamento entre a professora primária e o professor de Filosofia... na constante busca da aprendizagem e na busca interior (a viagem ao mundo de Lóri, personagem que nos fica para sempre). Narrativa de diálogos desconcertantes, carregados de pensamentos profundos e de frases lindíssimas - é impossível parar de sublinhar o livro. Clarice Lispector leva-nos bem longe, num turbilhão de sensações que nos arrastam para grandes pensamentos.

Não sei se repararam que o início do romance começa com uma vírgula (,) e termina com dois pontos (:). Que quererá Lispector significar com isto? Uma sequência? Provavelmente devíamos ter começado o nosso caminho noutro romance da autora; muito possivelmente os dois pontos no fim quererão significar um convite a permanecermos na sua escrita.

Será a vida uma constante Aprendizagem? Espero que tenham aprendido alguma coisa com a dor desta personagem, as suas dúvidas, inseguranças e angústias. Pessoalmente gostei imenso de fazer esta viagem com a sua escrita e convosco.

Sem comentários:

Publicar um comentário