quarta-feira, 15 de maio de 2013

1º Parágrafo: Morder-te o Coração


Tu já não te lembras. Foi há dez anos, neste mesmo quarto, a olhar o Pico, os barcos, o azul-cinza, do mar calmo, a cama por fazer, os livros e as revistas espalhados, tu à janela, a olhar lá para fora e depois, sem pressa, num gesto pausado, a camisa de alças a fugir do teu ombro, uma alça apenas, fininha, o teu sorriso a crescer e a frase

Anda, anda morder-me o coração.


Sem comentários:

Publicar um comentário