terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

1º Parágrafo: A Herança do Vazio


Durante todo o dia, as cores tinham sido as do crepúsculo, com a bruma a deslocar-se, qual criatura marinha, pelas grandes encostas de montanhas possuídas por sombras e profundezas oceânicas. Visível por breves instantes sobre a neblina, o Kanchenjunga era um pico distante, aguçado pelo gelo, concentrando a derradeira réstia de luz, com uma pluma de neve soprada até uma grande altitude pelas tempestades no seu cume.



* Adaptação para a língua portuguesa: Vera Falcão Martins



Sem comentários:

Publicar um comentário