terça-feira, 4 de setembro de 2012

in «Gente Independente», Halldór Laxness

Para o jornal «The Independent» é "o livro do século". Vou na página 135, não me quero precipitar em tamanhos elogios... Encontrei estas palavras no final da 82. Deixo sublinhado.


(...) «Acabou por não ver outra alternativa se não declarar que na vida tudo dependia do homem encontrar-se a si próprio. Mais uma profecia apoteótica, e já ela encontrara de novo o seu equilíbrio. Quanto a ela não havia nenhuma dúvida de que o casal desta charneca se tinha encontrado a si próprio, tenho reparado que as pessoas pobres são sempre mais felizes do que aquelas pessoas ditas ricas, que na realidade não existem. O que são pessoas ricas? São pessoas que têm volumosos negócios e não possuem nada salvo as preocupações, bem feitas as contas, e que se vão embora tão indigentes deste mundo como os outros, excepto terem tido mais preocupações materiais e menos da verdadeira alegria de viver. (...)»

*Na imagem: o Nobel Islandês.


Sem comentários:

Publicar um comentário