sexta-feira, 3 de junho de 2011

Foge-me a cor dos olhos correndo para o horizonte, de Pedro Ferreira, na Feira do Livro do Porto

Não costumo fazer muita auto publicidade mas como o livro não esteve disponível durante bastante tempo e como sei que há algumas pessoas, principalmente amigos e amigas que o gostariam de ter... serve esta mensagem para informar que a Corpos Editora conseguiu alguns exemplares que estarão à venda na Feira do Livro no Porto, no stand da editora. Para quem quiser falar com o autor ou quiser um autografo, eu estou um bocadinho mais acima no stand da Companhia das Artes.
Agora já não há desculpa para não o lerem, nem que seja para me falarem mal dele!

"Ouço a chuva a cair lá fora, a Lua já desapareceu por detrás das nuvens carregadas que agora encharcam a Terra em pequenos dilúvios. Deitado na cama vejo-me a pairar por cima do meu próprio corpo. Eu saí de mim. Não sei como é que isto aconteceu, mas é estranho. Olho para baixo e vejo um corpo abandonado. Não está abandonado porque não tem alma ou porque não tem coração. Está sozinho e por mais que tente só assim é que consegue estar."

Sem comentários:

Publicar um comentário